A previsão é de que a computação em nuvem seja uma das tecnologias que receberão mais investimentos ao longo de 2020,. Isso porque com a cloud é possível acessar informações de qualquer interface e lugar, o que facilita desenvolver negócios maduros ou emergentes. A tecnologia, por sua essência descentralizada e integrada, proporciona uma maior segurança, permitindo criar chaves de acesso e autenticações, fazer bloqueios e restrições, e outras formas de proteção de dados. Tudo em tempo real.

Outra característica importante da cloud é permitir o investimento on demand, ou seja, somente quando necessário. As empresas podem contratar serviços de cloud conforme a real necessidade, sem necessidade de comprar mais do que precisa, ou fazer alguma reserva. Essa otimização dos gastos, não é algo que pode ser desprezado quando se pensa em manter um negócio funcionando.

Mas tudo isso só foi possível, porque a conectividade vem aumentando de forma consistente, tornando a nuvem o modo mais rápido de lidar com o enorme volume de dados gerados todos os dias. Ao mudar o paradigma, de uma rede robusta, com poucos pontos de acessos centrais, para uma rede descentralizada, preparada para receber múltiplas interconexões e acessos simultâneos, contando com inteligência para receber essas informações, interpretá-las e transmiti-las, o mercado de telecomunicações será a estrada, por onde a inovação do 5G, internet das coisas e outras tecnologias, passará. Essa evolução das redes, aconteceu de forma ligada à evolução das clouds.

O que vem pela frente é o avanço. Não só da nuvem, mas do 5G e do IoT, todos eles andarão juntos. Ficar para trás já não é uma opção, por isso, o investimento nessa tecnologia continua e vai crescer ainda mais. É um caminho sem volta.

Fonte: Segs