Mesmo que manter a segurança de dados pareça algo simples, essa ação é essencial para todo tipo de negócio, ainda mais para aqueles da área de TI, ou Tecnologia da Informação.

A segurança de dados, na verdade, se refere a uma série de ações realizadas com o intuito de proteger informações e assegurar o valor de todas elas.

Podendo ser feitas por uma pessoa específica na vida pessoal ou por uma empresa que emite laudo cautelar e ecv, por exemplo.

Quando ela é aplicada da maneira certa, protege o negócio de vários desastres como ataques cibernéticos ou demais falhas humanas.

Todo empreendimento deve pensar na segurança e dados para evitar que informações valem e garantir que processos se tornem mais ágeis, entre outras possibilidades.

Para ajudar os leitores a entenderem um pouco mais sobre o assunto em questão, este artigo falará sobre a importância de assegurar os dados de um negócio.

Além disso, explicará oque as empresas fazem com dados pessoais de seus clientes e, por fim, listará alguns hábitos de segurança para implantar em uma empresa.

Importância de assegurar os dados

Todos os negócios nos dias de hoje, seja uma pequena empresa ou uma grande organização, estão expostos a ameaças online que podem prejudicá-los muito, assim como:

Quando a companhia está suscetível a esse tipo de vulnerabilidades, as chances de processos internos serem atrapalhados são grandes.

Isso pode prejudicar não só a empresa no âmbito financeiro, mas também equipes como a de marketing em suas ações de branding.

E também torna cada uma das demais áreas do negócio que trabalha como centro de distribuição avançado extremamente mais expostas.

O Brasil está entre os países que mais sofre com os chamados de cibercrimes, estando em segundo lugar deste ranking e estando atrás somente da China.

Por isso, aumentar o cuidado com seus dados e dados de clientes é muito mais importante do que as pessoas e os empreendedores imaginam.

Cada um dos dados da empresa que desenha fachada loja iluminada, seja ela pequena, média ou grande, devem se manter bem protegidos e longe das mãos de pessoas mal intencionadas.

O que as empresas fazem com dados pessoais?

Além de buscar os dados pessoais dos seus clientes, muitos negócios também vão atrás de suas aparências e usam recursos para conhecer suas imagens e vozes para ajudá-los em cadastros.

A maioria das marcas que coleta dados de seus clientes, gravam também fotos do seu rosto, e algumas plataformas como o Facebook, Instagram e até TikTok também fazem isso.

Sempre que um filtro do Instagram é usado pelo usuário, por exemplo, seus movimentos do todo são analisados para que uma imagem dele seja construída.

Essa imagem construída pode ser usada para que a empresa que vende porta de acm branca faça uma personalização de anúncios que se adequem aos interesses do usuário.

Ou seja, os anúncios podem variar sendo sobre esportes, beleza, música, lugares para visitar e demais gostos que uma pessoa pode ter.

Muitos bancos usam tanto o reconhecimento de voz quanto o reconhecimento facial para garantir que é o cliente que está mesmo falando com eles.

Ajudando a facilitar o cadastro de login do usuário na sua conta e evitando que ele perca o acesso por se esquecer da sua senha digitada, por exemplo.

Mas quando uma marca coleta dados como a imagem, voz, data de nascimento, e-mail e endereço residencial, os hackers podem conseguir acessar facilmente os bancos dos clientes.

Para diminuir esses problemas, em 2019, uma lei entrou em vigor, chamada de LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), que consiste em garantir a segurança de informações pessoais coletadas por uma empresa.

Essa lei garante que a punição para o seu não cumprimento sejam multas que podem chegar a até 2% do faturamento que uma empresa tem por ano, sendo no máximo R$50 milhões.

Por isso, é essencial que a companhia que faz demarcação de estacionamento tenha muito cuidado ao guardar os dados pessoais de seus clientes.

E as pessoas também devem se atentar aos sites nos quais disponibilizam seus dados, certificando-se que sejam lugares 100% confiáveis.

Hábitos de segurança para implantar em uma empresa

Por fim, é importante conhecer alguns hábitos de segurança que podem ajudar se implantados corretamente em uma empresa, independentemente do seu segmento.

1. Deixar softwares e drivers sempre atualizados

A maioria das falhas que hackers encontraram para ter acesso a dados de sistemas são encontradas em softwares e drivers desatualizados.

Esse é o motivo de várias empresas estarem sempre oferecendo novas atualizações em seus aplicativos, por exemplo.

Nessas atualizações eles podem corrigir falhas que fazem os seus sistemas serem muito menos seguros do que deveriam ser.

As atualizações regulares feitas pelos gestores de TI da empresa que faz tratamento de concreto a vista ajudam muito nisso.

As brechas existentes podem ser eliminadas e os cibercriminosos perdem os seus mecanismos de ação contra aquela organização.

Ou seja, a atualização constante de softwares e drivers ajuda a evitar uma série de problemas que podem prejudicar muito uma empresa.

2. Ter uma rotina para backups

Ter uma rotina muito rigorosa para os backups do negócio é algo de extrema importância, isso porque é a melhor maneira de recuperar dados que podem ter sido perdidos ou até mesmo roubados.

Além disso, é preciso ter um sistema que controle o acesso a dados mais sensíveis da organização, adicionando um canal criptografado.

Isso ajuda a garantir que a confidencialidade, a integridade e a disponibilidade dos dados seja maior e mais segura do que nunca.

3. Manter um controle rígido para o acesso de dados

Devido ao fato de os ambientes empresariais serem altamente conectados nos dias de hoje, os ataques cibernéticos são planejados para ocorrer em pouquíssimo tempo, fazendo uma replicação de dados muito rápida.

Para tanto, um controle rígido deve ser feito em relação às pessoas que podem acessar certos dados que dizem respeito à infraestrutura da área de TI de um negócio que fornece broche personalizado para empresa que os revende.

O acesso deve ser concedido somente a pessoas que precisam dele para algo que tenha relação com suas funções e atividades.

Usar marcas d’água em certos documentos pode ajudar muito a evitar que roubo de informações sejam passados despercebidos e descobrir a fonte deles.

4. Usar o armazenamento de dados em nuvem

Muitas pessoas ficam confusas na hora de fazer a aquisição de servidores privados, mas isso nos dias de hoje não é mais preciso.

Atualmente, muitas marcas estão trabalhando com o armazenamento dos seus dados na nuvem, o que é muito mais simples, prático e seguro para os dados estratégicos do negócio.

Todo tipo de empresa pode contar com o seu serviço de armazenamento em nuvem, e mesmo que eles tenham um custo, costumam ser bem acessíveis e ter um custo de manutenção quase inexistente.

O armazenamento em nuvem ajuda na disponibilização total de dados, em uma maior segurança de certas informações, que permitem que elas sejam acessadas de vários locais.

Para isso, só é preciso ter um aparelho como computador, notebook, tablet ou até mesmo um celular que tenha acesso a internet.

5. Criar uma boa política de segurança

Todos os profissionais de uma empresa que fabrica esponja esfoliante para o corpo devem fazer parte do processo de segurança dos dados dela.

Isso porque muitos usam esses dados para realizar atividades e dar andamento a processos como a criação de campanhas baseadas nos dados do público.

Para tanto, ter boas políticas de segurança estabelecidas e normas de conduta bem estabelecidas que sejam seguidas por todos é fundamental.

Uma boa política ajuda a fazer com que as regras de segurança da empresa sejam mais rigorosamente respeitadas por todos.

Isso ajuda a reduzir falhas que podem ser um perigo e que facilitem a invasão de pessoas mal intencionadas em realizar cibercrimes.

Nas regras estabelecidas com a política de privacidade, é possível, por exemplo, saber o que fazer caso um profissional encontre problemas no sistema.

Em alguns casos, ele tentaria solucionar por si só, mas com boas políticas de segurança ele é obrigado a entrar em contato com o setor que tem essa responsabilidade para que ela analise o que está acontecendo da melhor maneira.

Considerações finais

Com as redes sociais bombando nos últimos tempos, muitas informações pessoais acabam sendo divulgadas pelas pessoas sem elas imaginarem que coisas ruins podem ser feitas com elas.

Por isso, várias empresas trabalham todos os dias para que a segurança de dados seja o mais otimizada possível e para que sua imagem não seja manchada por isso.

Os pilares da segurança de dados, confidencialidade, integridade e autenticidade devem sempre ser seguidos para que o negócio leve o máximo de segurança possível para os dados de seus clientes.

Eles jamais devem ser esquecidos por uma empresa, que deve sempre trabalhar para ser o mais segura possível em todas as suas áreas.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.